O que fazer após receber uma ocorrência no canal de denúncias da sua empresa?

Vemos notícias de grandes corporações envolvidas em escândalos legais e sofrendo com problemas de compliance. Se você tem a preocupação se o seu local de trabalho está com tudo em dia, uma boa maneira de aumentar a conformidade é abrir um canal de denúncias.

Mas como trabalhar esses relatos da maneira correta? Neste post vamos trazer mais informações sobre o assunto. Continue a leitura!

Por que instituir um canal de denúncias na sua organização?

Após a instituição da Lei Anticorrupção em 2014, as empresas estão preocupadas em manter o compliance e evitar problemas maiores. Para isso, estão investindo em estratégias de adequação e o canal de denúncias é uma delas.

Por meio desse veículo, é possível identificar problemas de conformidade logo no começo, evitando que se tornem questões muito maiores que possam prejudicar a marca.

Vale lembrar que o canal de denúncias não serve só para evitar atos ilícitos. Práticas comuns e que em muitos casos passam despercebidas, como assédios moral e sexual, podem vir à tona quando há um espaço seguro no qual os funcionários trazem seus relatos.

Em tempos de troca de informação em tempo real, tomar providências para proteger a imagem da organização é indispensável.

Como a empresa deve agir ao receber uma denúncia?

Instituir um canal de denúncias não é o suficiente. É necessário ter a abordagem correta para que esse veículo de comunicação realmente funcione e seja positivo para a organização. Entenda melhor qual a abordagem a ser adotada a partir do momento em que uma denúncia é feita.

Iniciar o processo investigativo

O primeiro tratamento após o recebimento de uma denúncia é checar a veracidade dos relatos, fazendo uma investigação minuciosa dos fatos e avaliando documentos e registros.

Essa etapa conta com prazos que podem variar de acordo com a empresa. A multinacional White Martins, por exemplo, tem como prática o período de 30 dias para a investigação, podendo prorrogar esse prazo para casos mais complexos.

Realizar entrevistas de acordo com cada caso

As entrevistas são parte da etapa de investigação e ajudam a avaliar a veracidade da denúncia. Essas entrevistas são conduzidas por profissionais certificados capazes de avaliar a situação e o relato prestado, a fim de identificar a coerência das informações prestadas.

Elas podem ser divididas em entrevista forense, comportamental, demissional e confirmatória, de acordo com o objetivo de cada uma.

Garantir a proteção do denunciante

Uma das grandes dificuldades na implementação de uma política de denúncias eficiente dentro de uma empresa é o comportamento em relação ao denunciado. É natural que a pessoa tema sofrer represálias ou algum tipo de consequência após a decisão de denunciar alguma irregularidade.

Além disso, a pessoa que tem essa atitude começa a carregar uma imagem negativa perante os colegas, recebendo o rótulo de “dedo-duro”. Como se trata de algo cultural, a estratégia mais eficiente é de proteger a identidade da pessoa que está fazendo a denúncia.

Para trabalhar melhor o canal de denúncias e lidar com esse tipo de situação, talvez a inteligência interna da empresa não seja suficiente. Vale a pena contar com a parceria de uma consultoria especializada no assunto, capaz de conduzir os processos da melhor maneira. A S2 Consultoria possui experiência consolidada no mercado e certamente pode oferecer o apoio que a sua organização precisa.

Entre em contato conosco, conheça melhor os nossos serviços e saiba como podemos ajudar!

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *