Para aqueles que não tiveram a oportunidade de comparecer na palestra e congresso de Recife, vamos contar um pouco do que aconteceu por lá!

No dia 04 de novembro realizamos o evento na Amcham Recife, que teve o apoio da Aurora de Barros Souza e da Integree. A nossa proposta para os profissionais de Compliance foi despertá-los para os seguintes questionamentos: “Você conhece os bastidores de sua empresa?” “Já pensou em contratar o caráter e treinar as habilidades?”

Atuando com a Dimensão Humana do Risco, a S2 teve oportunidade de contar sobre a sua contribuição científica e do impacto social, a partir da premissa de como é possível predizer o comportamento humano através do PIR Potencial de Integridade Resiliente, teste de integridade online, aplicável para candidatos e funcionários.

O PIR tem como objetivo principal identificar o nível de resiliência que o profissional possui quando exposto a dilemas éticos profissionais do cotidiano. Assim, oferece a possibilidade de desenvolver de forma personalizada os itens que não estão em Compliance e alinhados aos valores éticos das organizações.

Este evento foi o aquecimento perfeito para no dia 05 de novembro, a sócia Alessandra Costa, palestrar no Seminário da OAB e IESA, com o tema: Integridade, Governança e Gestão de Riscos nos Setores Público e Privado, a convite da Dra. Clarissa Lima

Apresentamos o Risco Comportamental, através de estudos e pesquisas próprios, sobre o perfil do fraudador e assediador, e como as organizações públicas e privadas, aplicando as ferramentas de Compliance, podem predizer e desenvolver o comportamento ético dos seus colaboradores, a fim de prevenir riscos.

Contamos com o depoimento do Rodrigo Miranda, Assessor Especial de Ética e Compliance do Sefaz de Alagoas, (assista ao vídeo) que utilizou o PIR no processo de seleção de cargos comissionados. Apresentando o Teste de Integridade Online, como solução de inovação para o seu programa de Compliance, que após a implantação poderá apoiá-lo no monitoramento e alinhamento do comportamento dos profissionais com a cultura da organização.

Rodrigo Miranda afirma: “é muito difícil ao entrevistar um candidato você identificar situações ou tendências éticas, as pessoas falam o melhor de si, o PIR é uma ferramenta de gestão que contribuiu de forma efetiva e diferenciada para a minha tomada de decisão”.

Pelo olhar da participante Rafaela Mariano, que foi submetida pelo PIR, no processo de seleção para atuar como estagiária no Sefaz Alagoas, mencionou: “A minha experiência com o PIR foi positiva, tendo em vista que é uma ferramenta diferente e inovadora. Responder sobre questões envolvendo dilemas éticos me proporcionaram uma reflexão sobre a minha personalidade e integridade. As questões em vídeo foi o que mais me surpreendeu, porque me permitiu ‘viver’ determinadas situações, explicar meu ponto de vista e como me portaria diante delas, além de ser um mecanismo que observou a minha postura diante de dilemas éticos”.

De forma empática e respeitando o indivíduo, compreendemos que nós não somos os únicos impactados pelas consequências de nossas decisões, e o que outrora foi considerado irrelevante pode influenciar diretamente nossas escolhas.

Comece hoje mesmo a predizer o comportamento humano em sua organização. Quer ver como funciona na prática?

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *