Ética No Trabalho: Veja 6 Formas De Promover Na Sua Empresa

ética no trabalho trata-se de um conjunto de valores e princípios que a sua corporação precisa seguir. Em outras palavras, ela também pode ser encarada como um passaporte para maiores chances de sucesso profissional, já que isso pode trazer mais credibilidade e confiança interna e externa. 

Afinal de contas, vivemos dentro de um contexto em que grandes corporações foram envolvidas em escândalos de corrupção, trabalho escravo, assédio moral e sexual etc. Tudo isso leva a uma maior desconfiança dos consumidores e investidores com as demais organizações, o que torna o compromisso com a ética no trabalho um diferencial muito valorizado. 

Além disso, não se pode deixar de mencionar que o consumidor atual, o 4.0, está cada vez mais exigente e consciente de seus direitos. Isso indica que a sua empresa ou conduta profissional pode ser tão valorizada quanto desmoralizada publicamente, em casos de falha com a ética. 

Então, percebeu a importância promover a ética no trabalho? Continue a leitura que vamos falar mais sobre como fazer isso, principalmente a partir de investigações internas bem-sucedidas! 

ÉTICA NO TRABALHO 

Além da queda na credibilidade e confiança, as empresas estão sujeitas a sérios riscos de problemas judiciais, quando não alinhadas com a ética no trabalho. Saiba abaixo algumas dicas para evitar isso. 

1. INCENTIVE O RESPEITO E SIGILO 

Existem informações que precisam ser compartilhadas com outros profissionais. Porém, quando elas são sigilosas e o vazamento disso pode comprometer muito além do emprego e contrato, é fundamental garantir a preservação do sigilo e criar um manual de ética profissional com resguardo jurídico para que a empresa não seja prejudicada. 

Quando as informações obtidas estão relacionadas com uma investigação interna, a garantia do sigilo é ainda mais importante. Caso contrário, o vazamento de dados pode comprometer a imagem dos investigados, denunciantes e até da própria corporação, já que isso poderia levar a alteração nas provas e evidências e em casos mais graves, a ameaça de testemunhas. 

2. RECONHEÇA OS MÉRITOS 

Oferecer feedbacks justos aos colaboradores ou colegas de trabalho é uma forma de reconhecer e demonstrar valor para quem ajuda no crescimento profissional, e isso também tem relação com a ética no trabalho. 

Afinal, trabalhar com pessoas que são promovidas por questões de afinidades, favoritismo e até parentescos com o chefe não causam uma boa impressão, especialmente na equipe internet e pode gerar frustrações dentro da empresa. 

3. SAIBA FAZER CRÍTICA 

Quando falamos da importância de fornecer feedbacks justos e reconhecendo méritos é importante saber comunicar isso de forma clara, empática e respeitosa. Ainda, não esqueça que comentários e atitudes preconceituosas além de antiéticas podem ser consideradas criminosas. 

Muitos profissionais, inclusive de altos cargos, já perderam o seu emprego por tecerem comentários preconceituosos, dentro ou fora do ambiente de trabalho, foi o caso do Diretor-geral de negócios da agência África, uma das maiores do país, que foi afastado por tempo indeterminado devido a uma postagem xenofóbica. 

Sendo assim, procure fazer críticas construtivas e respeitosas, além de não ser tolerante com atitudes que ferem o princípio da ética no trabalho. O silêncio dos chefes refletem muito em como os demais colaboradores levem a sério questões éticas. 

4. VALORIZE UMA CULTURA ÉTICA 

Conforme mencionado, algo tão importante quanto a ética no trabalho não pode ser tratada de forma rasa, mas sim ser trazida para dentro da cultura empresarial. Assim, especialmente os líderes da corporação precisam dá o exemplo. 

Em outras palavras, para não perder um cliente, muitas corporações prometem soluções falsas que não podem ser cumpridas. Assim como pode ocorrer do ‘’jeitinho brasileiro’’ ser usado ao inventar desculpas como o uso de atestado médico falso para faltar ao trabalho ou coisas do tipo. Utilizar e ser tolerante com atitudes como essas evidencia a desvalorização com a ética no trabalho. 

Por outro lado, pagar os colaboradores em dia, oferecer valores justos, não discriminar profissionais pela cor, origem, gênero, orientação sexual e até oferecer oportunidades específicas para essas pessoas, por entender as injustiças sociais, são atitudes que mostram o quanto a corporação está alinhada com valores éticos. 

5. EXALTE O TRABALHO EM EQUIPE 

Valorizar a diversidade na empresa, como dito anteriormente, também é importante para aumentar a pluralidade de visões e fazer com que as estratégias adotadas tenham mais efetividade e não se restrinja a um pequeno público. 

Assim, além de garantir a diversidade na organização, exalte o trabalho em equipe para isso que isso seja refletido com o respeito a opinião alheia, empatia com os desejos e necessidades do público consumidor que precisa ser atendido, mais cooperação e produtividade nas relações das demandas, humildade nas relações trabalhistas etc. 

Isso se torna ainda mais importante em tempos que muitas corporações precisaram optar pelo home office, durante a pandemia do coronavírus, o que ajudou a combater o vírus, mas pode ter provocado um afastamento entre a equipe e um individualismo maior no trabalho. 

6. TENHA COLABORADORES DE CONFIANÇA 

Se você acompanhou o artigo até aqui já percebeu que a confiança nos colaboradores é fundamental para construir uma cultura ética no trabalho e não ter a imagem empresarial manchada por escândalos, além de construir um clima interno negativo pela falta de respeito a privacidade etc. Além do mais, a confiança é imprescindível até para o cumprimento do sigilo de informações. 

Em todo caso, é preciso deixar claro que contar com colaboradores de confiança não é abrir mão de investigações internas de compliance e tolerância com situações antiéticas por acreditar no conduto de quem trabalha com você, mas realizar um bom recrutamento e monitoria dessas pessoas para evitar qualquer tipo de problema com a falta de ética. 

Caso contrário, ao descuidar desses fatores relacionados à ética no trabalho a sua corporação pode ter um relacionamento interno abalado, perder a credibilidade e fidelização dos consumidores externos e, ainda, enfrentar problemas judiciários envolvendo o pagamento de multas e até o fechamento do negócio. 

Gostou do nosso post? Aproveite a visita e conheça outro sobre Ética, moral e valores: saiba a importância de cultivar na empresa em tempos de pandemia e se aprofunde no assunto! 

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *